TESTEMUNHOS - APRECIAÇÕES

Entre os testemunhos que recebemos, tentámos selecionar
os mais representativos.
«Galaria dos Fosfenistas»: 2 vídeos
«Girascópio»: 1 vídeo

A Escola do Dr. Lefebure garante a autenticidade dos testemunhos, extraídos das numerosas cartas que recebemos ou extraídos do espaço fórum. É evidente que selecionamos aqui apenas os testemunhos que nos parecem o mais representativos que se podem obter pela prática do Fosfenismo.

Testemunhos respeitam o anonimato, só se a permissão do autor, e somente neste caso, podemos citar o seu nome na sua totalidade. No entanto, a pedido, o conjunto dos testemunhos e muitos outros estão visíveis nas nossas instalações.

Com os fóruns temos vários milhares de testemunhos.

Foi coletando montanhas de testemunhos que o físico Chladni provou face aos cientistas que as pedras vindas do céu podiam cair sobre a terra. Da mesma forma, pode-se convencer a comunidade científica da existência desses fenómenos pondo em evidência o máximo de testemunhos e explicações.

Como centro de pesquisa, é com grande satisfação que lemos o seu testemunho. Para isso vamos pedir-lhe para especificar os detalhes dos exercícios realizados, a duração da sessão diária e a descrição mais detalhada possível das suas experiências.

Você também pode fazer o seu testemunho. Obrigado pela sua cooperação.

O Fosfenismo e os cristais de neve:
O Fosfenismo permite desenvolver em «prioridade» para o qual tende o indivíduo, abrindo o melhor de cada um, numa originalidade harmoniosa que se exprime pela CRIATIVIDADE.

Os indivíduos são semelhantes aos cristais de neve, o que quer dizer que não existem dois similares, embora todos os ângulos tenham sessenta graus. Assim, existe uma relação entre o coletivo e o indivíduo. O aspeto coletivo é representado pelo ângulo de sessenta graus, comum a todos os cristais de neve, o que não impede que cada cristal tenha a sua forma e a sua harmonia próprias, o que corresponde ao aspeto individual.

O Fosfenismo respeita a estrutura coletiva, desenvolvendo ao mesmo tempo as tendências individuais. O método é o mesmo para todos: a conjugação entre o pensamento e o fosféno, mas o resultado é completamente individual. Ajuda a revelar o melhor de cada um e a revelar uma originalidade harmoniosa que se chama, no domínio da existência, a criatividade.

Dr. Francis LEFEBURE


Depuração da personalidade:
Para compreender o efeito a longo prazo da Conjugação Fosfénica sobre o caráter e o comportamento, é necessário saber que um fenómeno, comparável a um turbilhão, desencadeia-se desde o inicio na consciência. Isto resulta pelo facto que este fenómeno é comparável a uma reação química.

Imagine um líquido complexo mas homogéneo, de tal forma que ao contacto com um cilindro quente que é mergulhado nesse líquido produz uma reação química, sem se diluir. Correntes de atração e de rejeição cercaam a reação e a rotação da Terra ajuda estas correntes que tomam a forma de um turbilhão, como o lavatório que se esvazia.

Ora, um turbilhão rejeita o que é pesado pela força centrífuga; e como é necessário efetivamente que pela reação os elementos ligeiros se situem em algum lugar, renuem-se ao centro. Assim o ar vem preencher o vazio do turbilhão em torrente. Ou ainda, quando se centrifuga um tubo de urina, os micróbios vão se situar no fundo e as moléculas pesadas vêm situar-se acima. Mas é necessário que a água clara se situe em algum lugar. Assim é, porque a reencontramos na parte superior do tubo que estava perto do centro de rotação.

Acontece o mesmo com a vida da alma, quando se introduz um movimento em forma de turbilhão. É por isso que, quem diz «e se utilizar a Conjugação Fosfénica para fazer o mal?», é necessário responder «Não durará muito tempo», porque automaticamente o movimento em turbilhão produzirá uma purificação da consciência.

Por muito baixo, terra à terra, ou mesmo vingativo, que seja o pensamento posto no fosféno, algum tempo depois o indivíduo tomará um pensamento mais elevado e com maior valor moral como tema principal da conjugação, e assim de sequência infinitamente.

Certamente, mais vale, começar a partir do início pondo o melhor de si mesmo. Atingir-se-á mais rapidamente as cimeiras do espírito humano.

Dr. Francis LEFEBURE