FAQ
(Perguntas Frequentes)

DESENVOLVIMENTO DO FOSFENISMO

SUMÁRIO
1 - O Fosfenismo é reservado a uma elite ou uma categoria social?

NÃO, o Fosfenismo é a redescoberta pelo Doutor LEFEBURE de uma prática ancestral comum a toda a humanidade. Outrora, em certos períodos, a sua prática era reservada a uma elite, mas hoje o objetivo das Edições Phosphénisme e da Escola do Doutor é levar este conhecimento a todos.

Voltar
2 - O Fosfenismo é acessível a todas as bolsas?

SIM, porque todos os artigos do Fosfenismo são declinados em diferentes apoios de maneira a convir a todos os orçamentos.

Voltar
3 - Como me poderei iniciar no Fosfenismo a menor custo?

O Fosfenismo é o ensino iniciático mais económico. Pode recuperar neste site informações suficientes para se lançar numa prática efetiva.

Voltar
4 - Como escolher entre todos os artigos apresentados?

Encontrará neste site, o catálogo geral, documentos para fazer download e informações suficientes sobre cada produto, para fazer mais que uma ideia.

Quando entra numa pastelaria, fica contente por poder escolher entre os diferentes bolos, mas não é obrigado a comprar e ainda menos a comê-los todos.

Consultar igualmente a nossa sugestão na rubrica Guia dos Produtos.

Voltar
5 - Porque é que o acesso ao Fosfenismo na Internet é barato?

O lucro não é a nossa primeira preocupação. Todas as repercussões económicas passam pela divulgação. Tem sido sempre assim, mesmo quando o Doutor Lefebure era vivo, consultar o livro Cromos n°1 em download neste site.

Não é necessário fiar-se sempre nas aparências. Ninguém enriqueceu com o Fosfenismo e se certos produtos podem parecer caros, é simplesmente devido aos custos de fabrico.

Trabalhar para o Fosfenismo é primeiro uma vocação, seguidamente um sacerdócio.

Voltar
6 - Porque é que as formações não são mais caras, são realmente sérias?

Algo que não é caro, não quer dizer necessariamente que não é sério.

O método A Conjugação Fosfénica em Pedagogia, é indiscutivelmente o método pedagógico mais barato do mercado, porque uma simples lâmpada é suficiente: o que não impede de ser, de longe, o método mais eficaz.

Os estágios das formações são fixados sobre preços muito estudados (em função da quantidade de participantes, os preços de aluguer da sala e das despesas de secretariado).

Após ter seguido o Estágio de Base e a Formação Superior bem como os estágios de Formação Contínua, o estudante não paga mais que um preço simbólico (participação nas despesas de secretariado). E com respeito aos cursos de formação contínua reforçada, estes são gratuitos.

Voltar
7 - Porque é que o Fosfenismo é um ensino e uma marca registada?

Essencialmente para evitar todo o tipo de desvios e todo tipo de cópias por pessoas pouco escrupulosas. Mas também para prevenir a recuperação por qualquer seita, em parte ou na totalidade dos trabalhos do Dr. LEFEBURE.

Para informação: Trabalho atualmente no reconhecimento do Fosfenismo como património nacional, o Dr. LEFEBURE sendo francês, é igualmente património mundial, tendo em conta as implicações que terá o Fosfenismo sobre a evolução do Homem no futuro.

Voltar
8 - Há quanto tempo existem as Edições «Phosphénisme»
e a Escola do Dr. LEFEBURE?

Fui assistente do Dr. LEFEBURE durante quase 7 anos, (consultar o livro Cromos n°1 em download neste site). Seguidamente sob a sua direção, criei com 2 amigos, uma associação da lei 1901 que dissolvi muito rapidamente para criar em 1986 as Edições «Phosphénisme», a Escola do Dr. LEFEBURE, cujo Dr. LEFEBURE era o Presidente de Honra. Nessa época, todos os frutos do nosso trabalho eram-lhe transferidos ou serviam para a divulgação. E foi graças a este procedimento que pôde escrever os seus últimos livros.

Hoje, os livros estão disponíveis em download no formato PDF a preço simbólico.

Voltar
9 - Há perspetivas de desenvolvimento do Fosfenismo em França?

A divulgação do Fosfenismo em França é difícil por duas razões: toda a abordagem devido conjuntura económica e pela descredibilização levadas a cabo pelas seitas, tornou, os novos interessados desconfiados.

A título de informação, todos os controlos efetuados pelos organismos oficiais sempre mostraram que estávamos em todos os pontos de vista de acordo com as leis e as instituições. Consequentemente, nós nunca tivemos uma condenação ou processos por algum motivo que seja e isto foi igualmente verdade quando o Dr. LEFEBURE era vivo.

Observação feita por um inspetor: «casa sem história, processo bem constituído».

Por último e é mais importante, os trabalhos do Dr. LEFEBURE têm várias gerações de adiantamento. A fase dos outros grandes investigadores ou inovadores que não foram reconhecidos na sua época mas para alguns vários séculos depois, o Fosfenismo também conhecerá a sua consagração mais ou menos a longo prazo. Como o Fosfenismo se reflete sobre uma constante na história da humanidade, esse dia chegará..

A minha única preocupação foi sempre «como preservar a obra do Dr. LEFEBURE para as gerações futuras». Se o Dr. LEFEBURE não me tivesse conhecido, os seus trabalhos à data de hoje estariam inevitavelmente perdidos. Assim como o Dr. LEFEBURE pressentiu que eu era o colaborador que sempre tinha sonhado ter, hoje, graças à Internet, penso, pelo meu lado, ter encontrado quem continuará esta pesada tarefa de divulgação, nomeadamente INTERNET.

Voltar
10 - Há perspetivas de desenvolvimento do Fosfenismo na Europa?

Para a Europa, diversas traduções estão em curso (inglês, alemão, italiano, português…).

Voltar
11 - Há perspetivas de desenvolvimento do Fosfenismo no estrangeiro?

SIM, porque os trabalhos do Dr. LEFEBURE têm um alcance internacional e procuro colaboradores e divulgadores no solo norte-americano e sul-americano, mas igualmente na África, na Rússia, na China e no Japão.

Nota: Para ser colaborador ou divulgador, é pedido simplesmente uma integridade total a respeito da obra do Dr. LEFEBURE e do Fosfenismo.

Voltar
12 - Quanto tempo dura uma formação?

Em primeiro lugar, saiba que seguir uma formação com um professor não é indispensável. As diferentes informações postas gratuitamente neste site permitem adquirir as bases suficientes para se lançar numa prática efetiva. Para os que querem ir mais adiante, o espaço assinante propõe cadernos técnicos e programas de treino.

Voltar
13 - E depois das diferentes formações?

Embora a investigação iniciática seja uma diligência essencialmente solitária onde o indivíduo é confrontado tanto com o seu programa de trabalho como com as experiências que podem decorrer, não impede que esta prática pode encontrar muitas vantagens em ser executada em grupo, porque nomeadamente o aumento das energias fosfénicas são devidas ao trabalho rítmico fornecido pelo conjunto dos praticantes.

Podem por conseguinte, ser propostos durante o ano, estágios de Formação Contínua.

Voltar
14 - Como fazer para ser professor do método?

Acompanhem a formação em inglês ou em francês e tornem-se professores de Fosfenismo.
Recebam seu diploma e certificado de Professor.
Desta forma participem á divulgação da obra do Doutor Lefébure.

Voltar
15 - Como fazer para ser assistente de Daniel STIENNON?

Como é compreensível que o Fosfenismo interpela em primeiro lugar as pessoas à procura de experiências ou em investigação espiritual, os melhores assistentes são os que me dizem: «Não são as experiências que me interessam em primeiro, mas a divulgação.» nunca se pediu a um cardiologista para fazer cirurgia ao coração sem saber o que é necessário para poder operar um doente!

Voltar
16 - A família de Doutor LEFEBURE interessa-se aos trabalhos deste?

NÃO, só alguns primos sempre mostraram um certo empenho. Para o resto, talvez que daqui a algumas gerações, um descendente quererá bem retomar a tocha…

Voltar
17 - O Fosfenismo está provado cientificamente?

SIM, por uma parte, o Dr. LEFEBURE obteve no seu tempo todas as certificações, ver a nossa página sobre o fundador, ver os diplomas, e não é útil, hoje, procurar notícias. Seria como querer fazer um exame que já tinha feito várias vezes. Seria ridículo e sem interesse.

Por outra parte, o fosféno sendo de ordem fisiológica, tem forçosamente uma base científica. Além disso, é indiscutível que este contribuiu para a génese de todas as religiões, (vf. o livro Ref.: L10).

Em contrapartida, as técnicas iniciáticas fosfénicas não entram no âmbito da ciência e dos seus protocolos, são experimentais e põem avante o sentido do assunto. As técnicas fosfénicas são uma ciência humana criada pelo homem para os homens (pode considerar-se como uma «ponte» entre o Homem e o Divino).

Nota: Investigadores de reputação inclinaram-se sobre os trabalhos do Dr. Lefebure e poderam constatar a exatidão das afirmações avançadas por este último. Publicaremos no «Universo Energia Fosfénica» as suas contribuições.

Voltar
18 - Há concorrência ao Fosfenismo?

Seja o que for que se faça na vida, haverá sempre pessoas que serão a favor e pessoas que serão contra. Recorde que o nosso «universo» é composto de 95% de massa obscura onde a luz não penetra. Eterno combate entre as trevas e a luz que se encontra no pensamento humano.

Observamos no entanto que nenhum dignitário elevado, tanto da Igreja Católica como de outras religiões, não poz em causa as principais descobertas do Dr. LEFEBURE.

Os movimentos de humor, muito excecionais, para com o Fosfenismo vieram de raras pessoas não tendo conhecimentos reais sobre a questão.

Voltar
19 - Existem sequências dadas aos trabalhos do Dr. LEFEBURE?

SIM. O conteúdo do livro «Universos Energia Fosfénica» é um belo exemplo.

Os livros da coleção Cromos, em download gratuito neste site.

Voltar
20 - O que prova que o Fosfenismo não é uma seita?

Com o Fosfenismo não há guru a quem ser fiel, nada de dogmas (pode-se ser crente ou ateu), não há adeptos excluídos do mundo, mas indivíduos praticando e perfeitamente integrados na sociedade. Nenhuma pressão psicológica se exerce sobre o praticante que decide parar. Não tem relação de hierarquia instituída entre os Fosfenistas para quem não quer continuar, e quase todos não se conhecem entre si (não há comunidade). Ninguém enriquece de maneira impertinente, nem vive no luxo graças ao Fosfenismo. Por último, o Fosfenismo não tem por vocação infiltrar as instâncias do poder e é por todas estas razões que é a única organização esotérica/iniciática mundial a não ser classificada como «seita».

Recordamos que o Fosfenismo nunca foi classificado como «seita» (assim não nos encontrará na lista das 3.200 organizações classificadas seitas, entre as quais 176 são posicionadas como perigosas).

A esse respeito, podemos afirmar que o Fosfenismo não é uma seita mas uma «anti-seita».

O Fosfenismo é a divulgação junto do grande público de um ensino que outrora era confidencial e reservado a uma elite de neófitos

Além disso, em pouco tempo, todos poderão instruir-se no Fosfenismo por Internet sem estar a depender de quem quer que seja. Uma vez o princípio do fosféno compreendido, só tem que o aplicar na sua vida diária, pessoal, familiar ou profissional.

Voltar